Livros e capítulos de livros

Santos, R., Martins, J. & Felgueiras, M. (2015). An Overview of Quantitative Continuous Compound Analysis. Dynamics, Games and Science, 627-641. Springer, Berlin. http://dx.doi.org/10.1007/978-3-319-16118-1_35
Santos, R., Martins, J. & Felgueiras, M. (2015). Discrete Compound Tests and Dorfman’s Methodology in the Presence of Misclassification. Theory and Practice of Risk Assessment, 136, 85-98. Springer, Berlin. DOI: 10.1007/978-3-319-18029-8_7
Martins, J., Santos, R. & Felgueiras, M. (2015). A Maximum Likelihood Estimator for the Prevalence Rate Using Pooled Sample Tests. Theory and Practice of Risk Assessment, 136, 99-110. Springer, Berlin. DOI: 10.1007/978-3-319-18029-8_8
Valente, F., Dantas, J. & Dominguinhos, P. (2015). Empreendedorismo e desenvolvimento regional – O caso “DNA Cascais. In Carvalho, L., Dominguinhos, P., Baleiras, R. & Dentinho T. (Eds.) Empreendedorismo e desenvolvimento regional – Casos práticos (pp. 167-186). Lisboa: Edições Sílabo.
Dantas, J., Moreira, A. & Valente, F. (2015). Entrepreneurship and national culture. How cultural differences among countries explain entrepreneurial activity. In Carvalho, L. (Ed.) Internationalization of entrepreneurial innovation in the global economy (pp. 1-30). Hershey: IGI Global.
Mata, C.; Fialho, A. e Eugénio, T. (2015), Análise longitudinal da investigação em contabilidade sobre relato ambiental in Gestão Socialmente Responsável – Repensar a Empresa – Teorias, Contextos e Práticas, Coordenadores: Maria João Nicolau dos Santos e Fernando Miguel Seabra, Edições Silabo, 111-127.
Lopes, A., Sargento, A., Moreira, J. & Fernandes, E. (2015) Estratégia de Desenvolvimento Local – GAL Terras de Sicó 2020: uma parceria, um compromisso., IPLeiria – INDEA – CIGS, ISBN 978-989-98037-1-8   (download)
Marques, T., (2014) O que é uma Boa Questão de Investigação?, p. 53-67, In Gomes, J.F.S. & Cesário, F. (2014) (Orgs.). Investigação em GRH: Um Guia de Boas Práticas. Lisboa: Escolar Editora.
Gomes, D., & Neves, J.(2014). Contextos e Processos que explicam a atração de candidatos às organizações: contributos para compreender o recrutamento de colaboradores. In Gomes, J., & Cesário, F. (Ed). Investigação em Gestão de Recursos Humanos: um guia de boas práticas (pp. 141-178). Lisboa: Escolar Editora [ISBN: 9789725924204].
Ramos, P., Barata, C., Cruz, L. & Sargento, A. (2014) “Uma Estratégia de Expansão da Agro-Indústria no Interior de Portugal: Será Esta Suficiente?” In Neto, Paulo e Serrano, Maria Manuel (coords.) (2014) Políticas Públicas, Economia e Sociedade. Contributos para a Definição de Políticas no Período 2014-2020, Nexo Literário, Alcochete.
JLM, consultores de gestão; Sargento, A.; Lopes, A. E Fernandes, E. (2014) “Plano Estratégico – Leiria Região de Excelência”, edição única, 1000 exemplares, março, ISBN 978-989-20-4653-2.
Rodrigues, F., Moreira, J., Vitorino, L. (2013) Comportamento do Consumidor: Quando a Neurociência, a Psicologia, a Economia e o Marketing se encontram!, Psicosoma, ISBN: 978-972-8994-45-7.
Dantas, J. (2013): Inovação e Marketing de Serviços, Lisboa: Lidel.
Matias, M. e Pereira, J. A. (2013) Inovação na banca: o caso do cartão Caixaworks. In J. Dantas, Inovação e Marketing de Serviços (pp. 315-327), Lisboa: Lidel.
Costa, M., Canadas,N., Pimentel, L. (2013) The Game of Meet or Beat Expectations Evidence to the DJ STOXX 50 Euro Index. Lambert Academic Publishing. 978-3-659-29981-0.
Ribeiro, N., Rego, A. & Cunha, M. P. (2013). A virtude nas organizações: Fonte de progresso e sustentabilidade. Lisboa: Sinais de Fogo.
Marques, Alzira (2012). O empreendedorismo social em tempos de crise: o papel do marketing in Manual Empreendedorismo Social uma Abordagem Sistémica (pp. 119-126), Editora: AIRO e IPLeiria. Disponível em:http://www.airo.pt/manua_do_empreendedorismo?m=b79
Semedo, S. & Ribeiro, N. (2012). Como a satisfação com as práticas de gestão de recursos humanos explica as percepções de justiça organizacional e as intenções de turnover. In M. Araújo, & D. Martins (Ed.), Investigação e Intervenção em Recursos Humanos: Gestão para a Cidadania (pp. 483-496). Porto: Fundação Instituto Politécnico do Porto (ISBN 978-972-8688-74-5).
Freire, M., Ribeiro, N., Gomes, D. & Rego, A. (2012). Os comportamentos contra produtivos (CCP) como resposta às perceções de justiça organizacional e ao stresse. In M. Araújo, & D. Martins (Ed.), Investigação e Intervenção em Recursos Humanos: Gestão para a Cidadania (pp. 723-739). Porto: Fundação Instituto Politécnico do Porto (ISBN 978-972-8688-74-5).
Marques, A. (2012). Internacionalização: Opções estratégicas para concorrer em mercados externos. In Coelho, A. & Mugnol, R. (Editores) Os Desafios da Internacionalização. Brasil: Ed. Imprensa da Universidade de Caxias do Sul.
Dantas, J. (2012). Cultura de Inovação e a Internacionalização. In Coelho, A. e Mugnol, R. (Orgs.): Os Desafios da Internacionalização (pp. 265-309). Caxias do Sul: Ed. Imprensa da Universidade de Caxias do Sul.
Marques, A. (2012). Marketing Relacional – Como transformar a fidelidade dos clientes numa vantagem competitiva. Lisboa: Edições Sílabo.
Rodrigues, S. (2012), An Innovative Firm – The Renova case study, in Service Science Research, Strategy and Innovation: Dynamic Knowledge Management Methods, IGI Global Publisher, USA, (761 páginas). ISBN: 978-1-906638-58-0 Book.
Ramos, P., Sargento, A. (2011) Modelos regionais de input-output. In j.costa, t. dentinho e P. Nijkamp (coord.) Compêndio de Economia Regional – Volume II: métodos e técnicas de análise regional (pp. 449-177). Príncipia Editora, Cascais, 2011
Dantas, J. (2011). O Desenvolvimento de Novos Serviços. In  Dantas, J. & Moreira, A. O Processo de Inovação (PP. 189-232). Lisboa: Lidel.
Marcelino, J., Dantas, J. & Lucas, E. (2011). Propriedade Intelectual. In Dantas, J. & Moreira, A. O Processo de Inovação (pp. 233-284). Lisboa: Lidel.
Eugénio, T. (2011), Contabilidade Ambiental, Editora Verlag Dashofer
Ferreira, M., Santos, J., Reis, N. e Marques, T., Gestão empresarial, Lídel edições Técnicas, setembro 2010 ( 2ª edição Novembro 2010, 3ª edição fevereiro 2011)
Ribeiro, N. & Rego, A. (2010). Virtuosidade nas organizações e empenhamento organizacional: Um estudo empírico. In E. Vaz & V.Meirinhos (Coord.), Recursos Humanos: das teorias às boas práticas (pp. 285-303). Porto: Ed. Novembro.
Ribeiro, N. & Rego, A. (2009). Virtuosidade organizacional e comportamentos de cidadania organizacional. In J. Santos (Ed.),Turismo e Gestão: Inovação e empreendedorismo no contexto da Economia Empresarial (pp. 289-298). Faro: Fundação para o Desenvolvimento da Universidade do Algarve.
Canadas, N., (2007). Analysis, Valuation and Disclosure of Intangible Value. in Putnik and Cunha (eds), Encyclopedia of Networked and Virtual Organizations. IGI Global.(pp 51-56)
Dantas, J. & Coelho. A. (Coord.) (2007). O Jogo do Futuro – Por uma competitividade sustentável. Porto : Vida Económica.
Albergaria, H., Simões, A., Martins, A., Pires, S., Melo,J., Lopes, A., Simões, C. e Goulão, C. (2002) Desenvolvimento da Região de Lafões, Instituto de Estudos Regionais e Urbanos, Coimbra
Albergaria, H., Simões, A., Martins, A., Pires, S., Melo,J., Lopes, A., Simões, C. e Goulão, C. (2002) Desenvolvimento da Região de Sicó, Instituto de Estudos Regionais e Urbanos, Coimbra
Ramos, P. e Sargento, A. (2002). O comércio externo da Região Centro10: uma análise a partir da matriz input-output. In Coletividades Territoriais, Financiamento e cooperação Transfronteiriça, Coimbra, APDR.
Madruga, P., Fernandes, C., Peixoto, H. & Fermisson, J. (2000). Estrutura empresarial do distrito de Castelo Branco, NERCAB – Associação Empresarial da região de Castelo Branco, CESO I&D, AM&A.
Canadas, N., (1998). A Matemática do Financiamento e das Aplicações de Capital. Lisboa, Plátano Editora, ISBN:972-621-976-0.